Ás Vezes Eu Me Pergunto

Ás vezes eu me pergunto por que eu continuo tentando (algo que não se deve nem pensar, nem sonhar, nem querer)?

Da onde eu tiro tanta força?

Pra quem eu realmente faço isso tudo?

Sem retorno algum, uma espera infinita, uma vontade impensável.

TUDO certamente errado e impossivelmente possível. 

Eu realmente não sei de onde vem essa força que eu sempre tive quando se trata de ti, quando o mundo é contra, quando os sonhos não passam de ilusões e ultrapassam a regra do aceitável… eu não sei mais o que fazer.

Estou tão cansada, em outra órbita, sem medo e também sem restrições.

Sem vida, mas ainda sonhando, e eu ainda não me acostumei a ser assim.

E agora, estou lutando contra o tempo, querendo resgatar sonhos que eu sempre tive e conquistar momentos que sempre fizeram parte da minha vida. (um desespero grandiosamente doloroso).

Ando vivendo numa certa paz solitária, quando a única coisa que eu preciso é da sua voz e nada mais.

Tantas frases eu já escrevi, sem saber o que fazer com elas… Mas o que ao certo as tornariam reais?

eu não sei mais…

Mas que esse momento de coragem não se desgaste com o tempo, pois é do que eu mais preciso nos próximos anos. Seja pra que rumo à vida me guie, mesmo que eu deva permanecer sonhando no escuro. (mesmo que eu deva continuar a me perguntar o desfecho de tudo isso).

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s