A clareza dos meus olhos no escuro!

Meu olhos que nada enxergam nessa escuridão, que na clareza buscam o negro do luar cinzento. Enxergam tudo sem ver nada. O que estou fazendo no meio desta neblina tão clara que chega a cegar meus olhos? Nada vejo quando já vi tudo, tudo busco quando nada quero. Nesse universo completado pela luz e a escuridão eu me encontro no meio, perdida, sem saber onde estou. Eu te amo assim como sempre irei te odiar, sim esses sentimentos controversos são para sempre, aquele para sempre que sempre acaba.
Procuro não mais querer estar na lua quando estou no sol… Não mais querer ser sua quando sempre fui minha. Estou apagando pela ultima vez, a primeira linha que escrevo todos os dias novamente.
Quero você mais que tudo, desabo no abismo sem te querer.
Não penso, não escrevo, apenas imagino e transcrevo, espero e desisto, morro na minha própria vida, volto tendo que ir!
Adeus, amanhã te direi Olá.
A realidade nunca será um sonho real.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s