Vida

Eu vejo a vida como um imenso vazio, que me joga de um lado para o outro sem me deixar seguir um caminho.

Eu sinto a maldade e a esperança lado à lado, a vontade de viver e morrer, sonhar e desistir, estou sempre num estágio de perda e sem ter para onde ir, estou sozinha e todos estamos porém eu não sei aonde vou chegar com todas essas armadilhas escondidas, camufladas de amor.

A vida deve ser algo complexo, que possui todas as minhas memórias, sentimentos e o meu futuro.

Eu peço todos os dias que meus olhos não se fechem tanto, que se abram rapidamente, que vivenciem tudo o que conseguirem e levem consigo todo o universo que os rodeia. Eu não entendo porque muitas vezes tudo fica tão escuro, mesmo com os meus olhos abertos, não compreendo essa neblina que circunda sobre mim, que me sufoca, me atinge, não me deixa descansar e muito menos me lembrar do sentido para tudo isso.

Eu só desejo uma coisa da vida, que mesmo tão turbulenta, que ela tenha algum sentindo, que me reserve desafios mas que também me deixe ser feliz, que me surpreenda e que me destine um caminho repleto de sonhos e realizações, pois eu nunca pretendo parar de sonhar.

Nessa vida de ilusões eu só posso tentar me defender;
Não deixar de acreditar que talvez juntos possa acontecer;

Então… Cante alto seus sonhos!

Deixe ir, finja simples ser você;
Dentro do seu peito arder, somente o que é bom.

Nessa vida as ilusões desaparecem juntas aos refrões, verdadeiramente escritos não feitos apenas pra vender;

Então… Cante alto seus sonhos!

Sem saber o que vai acontecer…

– Scalene – Sonhador

A clareza dos meus olhos no escuro!

Meu olhos que nada enxergam nessa escuridão, que na clareza buscam o negro do luar cinzento. Enxergam tudo sem ver nada. O que estou fazendo no meio desta neblina tão clara que chega a cegar meus olhos? Nada vejo quando já vi tudo, tudo busco quando nada quero. Nesse universo completado pela luz e a escuridão eu me encontro no meio, perdida, sem saber onde estou. Eu te amo assim como sempre irei te odiar, sim esses sentimentos controversos são para sempre, aquele para sempre que sempre acaba.
Procuro não mais querer estar na lua quando estou no sol… Não mais querer ser sua quando sempre fui minha. Estou apagando pela ultima vez, a primeira linha que escrevo todos os dias novamente.
Quero você mais que tudo, desabo no abismo sem te querer.
Não penso, não escrevo, apenas imagino e transcrevo, espero e desisto, morro na minha própria vida, volto tendo que ir!
Adeus, amanhã te direi Olá.
A realidade nunca será um sonho real.

Intensa

Eu gosto da intensidade nas criações, nos pensamentos e nos amores.

Eu vivo da insanidade que minha mente provoca em cada batida mais forte no meu peito.

Algo me prendeu por meses, mas melhor do que ser livre é se libertar.

Acho que algo me completou, tudo errado novamente, num caminho sem trilhas, feito de rachaduras, onde muitos não se atreveriam a entrar, mas é justamente ali, que eu sempre quis estar.

Não me sinto assim talvez há quase um ano, toda essa explosão que eu tenho dentro de mim tentando sair loucamente, com um destino traçado e que porém nunca será encontrado.

Eu amo ser assim, ser desta forma errada, sonhadora, feliz sendo triste.

Esse mundo em que eu vivo, em que eu posso voar, em que as minhas ideias tem como se formar.

Me sinto bem, me sinto fora da realidade novamente, e a irrealidade certamente é o meu lar.

Ouvindo sem poder entender.

Querendo uma vida nova, num mundo velho..

Querendo um amor sincero, em meio ás mentiras…

Amando sem saber por que…

Esperando o que nunca virá. Sem change de chegar. Mil meios de continuar.

Sem pressa porém correndo.

Incertamente correta. Ilusão: viver de sonhos.

Marcha lenta, na subida, marcha sempre sem medida.

Fechar os olhos sem ter que dormir.

Descansar, apagar, recomeçar…

E fracos são aqueles que acreditam em bondade humana.

O Inferno são ás pessoas, o mundo e a vida são a salvação de quem já não aguenta mais queimar.

Nem todos são…

Não me submeto mais.

Me tornei fria? não, me tornei racional. A emoção está extinta, a maioria dos seres humanos não sabem mais o que é isso.

Me emociono sim, comigo mesma, com a minha mãe, com uma melodia, com a natureza, com o mundo, os animais, nada mais. O mundo me merece, as pessoas não.

Cansei de chorar porque me fizeram mal, porque foram insensíveis, vai ser sempre assim, cabe a mim realmente não ligar mais.

Não acredito mais em nenhuma bondade humana a não ser a da minha mãe. Eu conheço o ser humano. Passei anos analisando, não gostei do que vi.

Band

“Saber não ter ilusões é absolutamente necessário para se poder ter sonhos.” Fernando Pessoa. Acho que tudo o que eu fiz… todas as fotos… todas as ideias… as horas em claro pensando em um gif… passei anos com uma banda na cabeça, tentando fazer de tudo um pouco para ajudar, e eu nem sequer conheço essa banda, nunca tive o privilegio de ver todos juntos de perto, ninguém acredita nisso, mas é a realidade, eu nunca sequer consegui conversar 10 minutos com qualquer um que seja, e levei isso por anos. Sonhar é bom mas se iludir não. … realmente eu não acho nada, não espero mais nada, o nada já é uma resposta clara.

My Dreams

Meus sonhos jamais mudaram… só sofreram um forte abalo, mas se recuperaram e cresceram… e continuarão aqui, e daqui jamais saíram.

Modificaram-se, Cresceram, Multiplicaram-se, mas nunca se esqueceram de todos os outros…

Change, grow and multiply, but never forget all the other dreams …

Ainda não se recuperaram totalmente do abalo, foi intenso demais, frio e de certa forma uma incógnita. Mas a esperança move tudo, até o que se achava imóvel… se revive e até mesmo não se deixa morrer.

Amar doí, doí muito, certas vezes sufoca, te corta pelas entranhas, mas até mesmo a dor do amor é muito boa de se sentir.

Love, Suffering, Hate, and Love again.

Postado em

Encantada Montanha dos Selvagens Gansos.

A montanha encantada dos gansos selvagens, foi o livro que me salvou quando eu tinha apenas 7 anos de idade (junto ao apoio fundamental da minha mãe), me salvou de uma dor que eu sinto até hoje e não compreendo, a perda do meu pai me causou certa depressão que eu levo por anos, e essa sim nunca terá cura, eu vejo nele certa paz que não encontro em nenhum lugar. É meio que um refugio, um paraíso só meu. Sempre fui muito sonhadora, sempre sofri muito com isso, as pessoas sempre me acharam um tanto besta, mas eu ainda acho que estou certa, ou pelo menos levo comigo uma paz interior, que me livra de todo mal que um dia irei passar, eu vivo flutuando junto aos gansos, talvez eu esteja perdida entre eles, mas estou bem assim, sendo quem eu sou, independente do que todos acham, vivo muito mais dentro de um sonho do que minha própria vida, mesmo nos momentos de dores maiores eu procuro enxergar o lado bom, procuro sorrir e jamais desistir, os Pingos De Luz, me fizeram ver a vida de uma outra forma, talvez eu escreva tanto, sonhe tanto, porque esses livros me fizeram REVIVER algo que sempre esteve dentro de mim, ou de certa forma amenizar parte de uma perda que ninguém nem eu nunca entenderá o quanto foi monstruosa ao meu coração.

Paz

Já perdi tantas coisas,  amigos, amores, sonhos, confianças, já deixei escapar tantas vontades, já me deixei esquecer tantos objetivos.

Já me dediquei eternamente ao que achava de maior e tivesse um valor inestimado…

Mas eu cansei, ou algo dentro de mim se apagou, como mágica…

Há um mês atrás eu estaria a beira de um colapso com certos acontecimentos momentâneos, mas eu meio que desisti de entrar em *colapso…

Eu desisti de tudo que desistiu de mim, ou do que nunca existiu.

Eu cansei de levar tudo ao meu coração, coisas que não mereciam tanto da minha mente.

Eu estou em paz, pelo menos há alguns dias, e eu não sei se vai durar por muito tempo, mas eu me sinto bem…

Fazia tempo que eu não me sentia bem COMIGO MESMA, sem depender de qualquer outro obstáculo que eu pudesse ultrapassar.

Na realidade eu sempre procuro e busco o mais difícil, da maneira mais nítida e improvável…. na surrealidade eu sou considerada uma sonhadora nata, que não tem nada a perder e sim o que viver(sonhar)…

Mas eu cansei dessa dificuldade, há tantas coisas que eu ame ao meu alcance, tantos outros sonhos que eu ainda nem se quer sonhei…

Eu não me intendo, mas tento manter essa calma.

E agora eu posso dizer: Vamos começar um sonho, e desta vez sem traçar nenhuma linha antes do presente.

Queria por uma última vez te dizer adeus…

Ás vezes eu queria retirar tudo isso que eu sinto, e toda essa vontade que eu tenho de sonhar e escrever. Eu queria por um só segundo ver o mundo como todos vêem e ser tratada como todos são.

Há algo em mim que me mata ao mesmo tempo que faz crescer, eu não gosto mas também não vivo sem, eu não quero porém quem sou eu para impedir a mim mesma?

Quem sou eu? E aonde esta você? E porque esta tudo errado nesta realidade certa? Me explica a aceleração do meu corpo reagindo a qualquer indicio seu (sem poder agir, se desgastando, se mantendo fora do seu alcance por não poder mais suportar, tudo aquilo que sente) no qual eu possa pelo menos cultivar o que há dentro de mim e que não deveria estar…

E que porra de amor é esse que eu sinto? Esse amor não devia estar aqui… eu não quero mais que esteja…
Eu queria fechar os olhos sem ter que sonhar, por que esse amor não se vai com as lagrimas e ilusões com os sonhos que ninguém entende?
Por que esse amor me deixa doente? Me mata sem ter visto que eu nem ao menos estive vivendo?
Por que nesse escuro interminável este pequeno flash de luz não se apaga? Ou se acende de uma vez?

Por que eu nunca paro de procurar respostas, aonde nem se quer quis ouvir a minha pergunta?

Na real eu acho que nunca amei e por isso não posso parar o que sinto… Quem amou foi o meu coração, todos esses anos, eu apenas sentei e assisti todas as suas emoções, e acabei me apaixonando por cada uma delas, milhares, centenas de vezes… e hoje não sei como parar, não sei como deixar de amar ou até mesmo não posso, não consigo apagar cada emoção que meu coração ainda sente.

Talvez eu vá viver eternamente nesse meu universo com você, mas sem você…

Talvez eu não me encontre mais em você, mas continue te vendo em mim.

Agora sem mais infantilidades ou surrealidades…

Eu parei de sonhar, para despertar para vida, mas esqueci de abrir a janela onde talvez eu encontrasse o meu lugar, sem nem ao menos saber onde estou, apenas querendo ser quem eu sou, e tendo você onde sempre esteve….. dentro de mim, dentro do meu coração, vagando lentamente pela minha mente onde quer que esteja, com quem quer que esteja, desde sempre e para sempre =~~~